Padroeiros da Arquidiocese

Foi em 18 de dezembro de 1965, por meio da Carta Apostólica Maria Virgo do Papa São Paulo VI, que a Diocese de Montes Claros recebeu oficialmente a Bem-aventurada Virgem Maria como Padroeira Principal, sob o título de “Mãe da Igreja”. Este título é uma honra significativa, reconhecendo Maria como a figura materna de todo o Povo de Deus, incluindo fiéis e pastores. 

 

Atendendo a um pedido do então bispo diocesano Dom José Alves Trindade, a Diocese também recebeu São Pio X como Padroeiro Secundário. Essa escolha solidifica a ligação histórica entre a região e o Papa Pio X, cuja Bula Postulat Sane foi o documento inaugural que criou a Diocese de Montes Claros.

 

Dessa forma, os fiéis da Arquidiocese de Montes Claros têm como Padroeira Principal a Bem-aventurada Virgem Maria, sob o título de “Mãe da Igreja”, e como Padroeiro Secundário São Pio X. Esses dois patronos representam uma rica herança histórica e espiritual que une a comunidade à sua fé, tradição e devoção.

Padroeira Principal Arquidiocesana de Montes Claros

 

A comemoração da Bem-Aventurada Virgem Maria, Mãe da Igreja, ocorre em duas datas específicas: 1º de janeiro, estabelecida como solenidade pela Carta Apostólica Maria Virgo do Papa São Paulo VI, e na 1ª segunda-feira após a Solenidade de Pentecostes, conforme Decreto do Papa Francisco – De Celebratione Beatae Mariae Virginis Ecclesiae Matris in Calendario Romano Generali de 11 de fevereiro de 2018.

A imagem de Maria, Mãe da Igreja – Padroeira Principal Arquidiocesana, que está na Catedral Metropolitana, é uma representação singular que reflete a diversidade e a identidade brasileira. Com traços mais brasileiros, a figura de Nossa Senhora segura nos braços Jesus Cristo, que se destaca um pouco mais alto, simbolizando Sua posição como a cabeça da Igreja da qual Maria é parte integral.

O manto da Virgem Maria apresenta várias figuras, representando os membros do Corpo Místico de Cristo, ou seja, todos nós, o povo de Deus. Diversas categorias de pessoas são representadas, expressando a riqueza e a totalidade da comunidade da Igreja. Essa representação visualiza a ideia de que a Igreja é composta por uma diversidade de pessoas, unidas em sua fé.

Localizada na Catedral Nossa Senhora Aparecida, a imagem está aberta à visitação dos fiéis que adentram ao templo. Essa obra de arte única foi criada por um artesão local, incorporando as cores e características do povo brasileiro. Vale a pena conhecer de perto essa representação especial de Maria, Mãe da Igreja, que reflete a rica cultura e espiritualidade do nosso país.

Padroeiro Secundário Arquidiocesano

 

A comemoração do Papa São Pio X ocorre em 21 de agosto, conforme estabelecido na memória pela Bula Maria Virgo.

Compartilhe