Arquidiocese Acolhe seu Neo-Sacerdote Jéferson de Jesus Teixeira

Foto: Arquivo Pessoal do Pe. Jéferson. Registro: Neto Roxo

No último sábado, 6 de julho, a Arquidiocese de Montes Claros vivenciou um momento de grande júbilo: a Ordenação Presbiteral de Jéferson de Jesus Teixeira. A Solene Celebração Eucarística, realizada no Santuário Arquidiocesano do Senhor do Bonfim, em Bocaiuva, marcou a culminação de uma jornada de fé e discernimento para o novo sacerdote. Padre Jéferson foi ordenado Presbítero pela imposição de mãos e oração consecratória de Dom José Carlos de Souza Campos, Arcebispo Metropolitano de Montes Claros.

O Santuário Arquidiocesano Senhor do Bonfim estava repleto de fiéis, com dezenas de sacerdotes e diáconos presentes, unidos e rezando por neo-sacerdote Jéferson. Familiares, amigos e pessoas que ele conheceu ao longo do caminho até o sacerdócio também marcaram presença, demonstrando apoio e carinho neste momento especial.

Durante a homilia, Dom José Carlos dirigiu-se ao então diácono Jéferson com palavras de encorajamento e orientação, destacando a importância do seu novo ministério. Ele ressaltou:

“Agora te apresentas para o serviço do Senhor no grau do presbiterado, tomando sobre ti, por graça e favor de Deus, a incumbência de mostrar o rosto e o coração sacerdotal do Bom e Belo Pastor Jesus.”

O arcebispo enfatizou o compromisso que  o então diácono Jéferson assume como sacerdote, lembrando-lhe da importância de ser “totus Dei”, todo de Deus, e de agir de maneira que o Senhor se agrade dele:

“Serás sacerdote para sempre! Todos os dias da tua vida serás visto, buscado, escutado, criticado por seres ‘totus Dei’, todo de Deus. Age de forma que o Deus que te chamou se agrade de ti. Não traias a Deus para agradares a teus iguais na terra.”

Dom José Carlos também destacou a necessidade de um padre ser um bom pastor, teólogo e mistagogo. Ele explicou que, como pastor, o padre deve cuidar atentamente de suas ovelhas, especialmente das mais vulneráveis e necessitadas:

“Padecemos de iniciativas de amor e gratuidade, de fervor missionário e caritativo, de saídas movidas por compaixão, sobretudo na direção dos mais pobres, dos mais distantes de nossos centros, de nossas matrizes, dos socialmente vulneráveis, dos espiritualmente fragilizados.”

Sobre o papel do padre como teólogo e catequista, Dom José Carlos enfatizou a importância de dar testemunho da fé, de ensinar e de dialogar com outros saberes e grupos religiosos:

“Somos teólogos porque concluímos um curso. Talvez não sejamos mestres nem doutores desta ciência, mas creio que suficientemente conseguimos dar as razões de nossa fé e ensinar estas razões; sabemos apresentar argumentos aos interlocutores de dentro e de fora que nos perguntem sobre Deus, sobre nossas verdades de fé, sobre nossa religião.”

Finalmente, o arcebispo falou sobre a missão mistagógica do sacerdote, de conduzir as pessoas ao mistério de Deus através das celebrações litúrgicas e da vida espiritual:

Foto: Arquivo Pessoal do Pe. Jéferson. Registro: Neto Roxo

“Nossas celebrações devem ser ‘tempo kairótico onde nosso mistério toca o mistério de Deus’. Nossas pregações devem aquecer os corações, como no caminho de Emaús. Nossa gente deveria voltar para casa com a certeza interior de que esteve com Deus enquanto o mistério era celebrado.”

Ele concluiu a homilia desejando a então diácono Jéferson um ministério presbiteral virtuoso e exemplar:

“Que teu ministério aponte para o alto e faça crer em Deus. Que todos que te escutarem fiquem sabendo que o Senhor é Deus e é Santo, digno de culto e de fé, que Ele nos fez e somos dele, somos seu povo e seu rebanho, ovelhas que lhe pertencem.”

(Clique aqui e confira na íntegra a homilia de Dom José Carlos na Ordenação Sacerdotal de Jéferson de Jesus Teixeira.)

(Confira abaixo a transmissão da Ordenação Sacerdotal de Jéferson de Jesus Teixeira.)

Padre Jéferson: Uma Jornada de Fé

Foto: Procissão Senhor do Bonfim, 2023. Registro: Laura Tupinambá

Nascido em Bocaiuva-MG, no dia 12 de fevereiro de 1997, o mais novo sacerdote da Arquidiocese de Montes Claros é o filho mais velho de Romildo dos Santos Teixeira e Natalina Maria de Jesus Teixeira. Sua história de vida é profundamente marcada pela devoção ao Senhor do Bonfim e pela hospitalidade característica de sua família. Desde a infância, Jéferson foi influenciado pela fé de seus pais e de sua avó, compreendendo que o caminho da fé é um constante encontro com Deus.

Em suas próprias palavras, neo-sacerdote Jéferson partilha: “Na experiência de fé, apreendida dos meus pais e por minha avó, fui compreendendo e internalizando que na caminhada de fé há de cultivar-se a convicção de que somos amados e, porque amados, chamados por Deus. Esta convicção nasce da experiência do encontro pessoal com Cristo, isto é, não um encontro com uma ideia ou abstração, mas o encontro com uma Pessoa, Jesus Cristo.”

A decisão de jovem de seguir o sacerdócio foi moldada por momentos de discernimento e resistência. Ele relata que, desde jovem, sentiu o chamado de Deus em diversas ocasiões, especialmente durante sua participação nas pastorais e movimentos da Paróquia Sagrado Coração de Jesus em Bocaiuva. Foi nesse ambiente comunitário que ele começou a perceber o apelo de Deus para uma entrega mais profunda.

“Como foi dito, a experiência de Deus me foi propiciada no seio da Comunidade Eclesial. Nesta, de maneira preponderante, destaco a importância da música, a qual marcou-me e levou-me a compreender que na verdade é Deus quem nos marca com sua canção. Sem sombra de dúvidas, a música é o meio privilegiado pela qual se faz a experiência do encontro com Deus.”

O neo-sacerdote Jéferson compartilha que, apesar de sua resistência inicial e dos planos de cursar psicologia, o chamado ao sacerdócio foi mais forte. Através de um amigo sacerdote, ele foi incentivado a participar de encontros vocacionais e, eventualmente, decidiu ingressar no seminário. Ele reconhece a importância da comunidade e da família em sua jornada, mesmo que inicialmente sua família tenha mostrado hesitações.

Foto: Arquivo Pessoal do Pe. Jéferson. Registro: Neto Roxo

“Pois bem, fiz os encontros vocacionais, também passei no curso que queria, porém falou mais alto ao coração ir para o seminário. Com isso, fui entendendo que não obstante as minhas limitações, contradições e fragilidades, Ele quis contar comigo. Ele quer contar conosco… E eu, no uso de minha liberdade, deixei-me seduzir por Ele e, assim, iniciar um caminho de acompanhamento e discernimento vocacional rumo ao ministério ordenado. Minha família, a princípio, foi resistente, porém com o tempo foi compreendendo a minha escolha e o propósito de Deus em minha vida.”

A ordenação de Padre Jéferson é um testemunho inspirador para todos os fiéis, especialmente para os jovens que buscam seu propósito e chamado na vida. Seu lema de ordenação, “Avançai para as águas mais profundas, e lançai as redes para a pesca” (Lucas 5,5), reflete seu compromisso em seguir a Cristo de maneira profunda e dedicada.

Neste momento de celebração, a Arquidiocese de Montes Claros se alegra em acolher mais um sacerdote dedicado a servir a Deus e à comunidade. Que a jornada do neo-sacerdote Jéferson de Jesus Teixeira continue a ser guiada pela luz de Cristo, inspirando muitos outros a seguirem o chamado divino.

Confira abaixo algumas fotos e transmissão da Ordenação Sacerdotal de Jéferson de Jesus Teixeira.

Fotos e transmissão: Pascom Santuário Arquidiocesano Senhor do Bonfim.

Compartilhe